Casa da Aline: Fevereiro 2018

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Viajar, quem é que não gosta?



Viajar não é para onde se vai, mas sim que você leva consigo.—  Milly Ashford


Para viajar basta existir. - Fernando Pessoa


Viajar, quem é que não gosta? 

Viajar é uma das melhores coisas que existem, poder conhecer lugares novo, pessoas novas, idiomas novos é muito bom e muito importante. Muitas pessoas pensam que uma simples viajem é uma coisa Supérflua, mas quando você pega uma mala e coloca várias roupas dentro dela, você com certeza sente uma Sensação muito boa, um friozinho na barriga sempre acontece. Todas as vezes que você se sentir cansada de uma semana cansativa de trabalho pegue uma mala coloque roupas e siga para qualquer lugar que lhe vier na mente, fuja um pouco desse mundo agitado que vivemos, vá para um lugar calmo e tranqüilo, quem sabe você não volta uma pessoa melhor com sigo mesma. Tente! (Loraine Almeida)

Seis destinos para descansar e se desconectar

Dicas de destinos para descansar e se desconectar



Viajar sozinho, com tranquilidade e em busca de autoconhecimento e transformação, está entre as principais tendências de turismo no último ano, de acordo com a consultoria WGSN, autoridade mundial na previsão de tendências. De olho nessa demanda crescente dos viajantes, o KAYAKmaior ferramenta de planejamento de viagens do mundo, preparou uma lista de seis sugestões incríveis de destinos de viagem para descansar e se reconectar consigo mesmo. Veja abaixo:

1.    Cabo Polônio


Cabo Polônio é um povoado localizado dentro do Parque Nacional do Cabo Polônio, no Uruguai. O clima, as praias e a vibe natural e isolada tornam o destino ideal para relaxar e desintoxicar – mal há energia elétrica no local. Um dos grandes destaques de viagem são os lobos-marinhos, que atraem os turistas para observação e fotos. O Farol de Cabo Polônio, atração principal do local, foi construído em 1881 e diz muito sobre a história do povoado. É possível subir no monumento e apreciar a paisagem do alto.

Para chegar à cidade é preciso pegar um voo para Punta Del Diabo e, através de um aluguel de carro, dirigir até Cabo Polônio.

2.    Fernando de Noronha



O Arquipélago de Fernando de Noronha é referência em preservação ambiental e da biodiversidade. O local concentra atrações marítimas, como navegar perto de golfinhos ou mergulhar com cilindro junto a corais, tartarugas marinhas e pequenos tubarões. Entre as praias mais frequentadas pelos moradores, a Praia do Cachorro oferece mergulho com snorkel e práticas de stand up paddle. Já a Praia do Boldró tem visão para os dois pontos principais de Fernando de Noronha: o Morro do Pico e os Dois Irmãos.

É possível chegar a Fernando de Noronha a partir de voos saindo de Natale Recife.

3.    Jalapão



Localizado no Tocantins, o Jalapão é um destino que cada vez mais conquista amantes do ecoturismo que buscam apreciar as belezas da natureza e descansar longe da agitação dos centros urbanos. O Fervedouro do Ceiça é uma das principais atrações – as águas da piscina natural vêm com a pressão dos lençóis freáticos e permitem às pessoas boiar sem dificuldades.
Como não há aeroporto no Jalapão, a melhor forma de chegar é alugando um carro a partir do Aeroporto de Palmas, capital do Tocantins.


4.    Machu Picchu



Declarado Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco em 1983, Macchu Picchu é a principal atração do Peru. A cidade “recém”-descoberta foi toda construída por pedras e está 2.450 metros acima do mar. A energia da “cidade perdida” é ótima os turistas que desejam uma viagem transformadora e para aprender sobre a história e modo de vida dos antigos incas.

Para aproveitar ao máximo o dia em Machu Picchu é recomendável se hospedar em Águas Calientes e pegar um ônibus até o local. Para os que gostam de uma experiência com mais aventura, fazer uma trilha de 40km também é uma possibilidade.

5.    Pantanal



Localizado entre o noroeste do Mato Grosso do Sul e o sul do Mato Grosso, oPantanal é uma das maiores planícies inundáveis do planeta, dividida em Pantanal Norte (MT) e Pantanal Sul (MS). Para os amantes de ecoturismo, um passeio pela Estrada Parque e pelo Parque Estadual Encontro das Águas permite observar animais como jacarés, capivaras, ariranhas, aves e, para os turistas de sorte, a onça-pintada. O destino também oferece passeios como trilhas, observação de aves, passeios de barco e a cavalo e safáris fotográficos – um programa obrigatório!

A melhor forma de chegar ao Pantanal é a partir de voos que chegam aos aeroportos de Cuiabá e Campo Grande e alugar um carro para dirigir-se a uma das cidades que compõem a grande região.

6.    Galápagos


Galápagos é uma região formada por 58 ilhas vulcânicas, conhecida por abrigar diversas espécies de animais. Tartarugas-marinhas e leões-marinhos passeiam livremente pelas cidades. Dentre as principais atrações, observar a fauna e fazer um mergulho junto às tartarugas, arraias e lobos-marinhos não podem faltar no roteiro. Para quem busca simplesmente relaxar e curtir o clima, uma visita as praias é o passeio ideal.

Baltra abriga o principal aeroporto da região – o Aeroporto de Baltra – e é uma das melhores alternativas para chegar a Galápagos.